Áreas

O que é a Radioterapia?

A Radioterapia é a especialidade médica que resulta da utilização controlada de radiações ionizantes de alta energia, e está especialmente centrada no tratamento de doenças oncológicas. Esta especialidade médica, é conjuntamente com a Cirurgia e Quimioterapia, uma das principais abordagens no tratamento oncológico e assume-se que aproximadamente metade dos doentes oncológicos, em alguma etapa do tratamento da sua doença, será submetida a tratamentos de Radioterapia.


Pode também ser utilizado no tratamento de outras patologias, como lesões benignas (MAV - Malformações Artereovenosas) e outras condições como patologias da Tiroide e doenças do sangue.


O objectivo da Radioterapia é a destruição das células tumorais, que tem que ser conjugada com a necessidade de minimizar a exposição à radiação dos tecidos sãos adjacentes.

 

Os Nossos Serviços:

 

- ePlanning
- Controlo de Qualidade
- Protecção Radiológica
- Formação
- Commissioning
- Ferramentas de Marketing
- Apoio ao Arranque
 

 

Acesso Rápido:
O que é a Radioterapia?

Etapas que compõem o tratamento em Radioterapia

  • Decisão

Num processo multidisciplinar é tomada a decisão de realização de tratamentos de radioterapia, associada ou não a outras modalidades terapêuticas;

 

  • Planeamento

Determinação do posicionamento para tratamento e sistemas de imobilização a serem utilizados;
Obtenção de dados anatómicos (habitualmente com a realização de Tomografia Computorizada (TC), mas onde também poderão ser obtidos outros estudos imagiológicos ou funcionais, como Ressonância Magnética Nuclear (RMN) ou Tomografia por emissão de positrões (PET)) para elaboração de planos de tratamento;
Determinação da dose a ser administrada e todos os parâmetros técnicos de tratamento como por exemplo, número e tipo de incidências de radiação (campos ou arcos de tratamento), esquemas de fraccionamento de dose, critérios terapêuticos e protocolos a serem implementados;

 

  • Testes de controlo de qualidade

Realização de procedimentos de verificação que dependem da técnica de tratamento a ser administrada e da política implementada em cada Serviço de Radioterapia;

 

  • Execução do tratamento

Pode ser administrado numa única sessão ou distribuído por várias sessões. A sessão pode ser composta apenas por uma, ou por diversas etapas.

<b>Etapas que compõem o tratamento em Radioterapia</b>

Modalidades de Radioterapia

A Radioterapia pode ser divida em duas grandes áreas e a sua aplicação clinica depende essencialmente da patologia e do objectivo terapêutico.

 

  • Radioterapia Externa

Conjunto de técnicas de tratamento em que é utilizada uma fonte de radiação externa ao doente, obtida a partir da utilização de equipamentos dedicados.
Para a administração deste tipo de tratamentos, são habitualmente utilizados equipamentos denominados por Aceleradores Lineares que utilizam radiofrequências na aceleração de partículas que por sua vez interagem com um alvo e produzem radiação X de alta energia.

 

  • Braquiterapia

Técnica de tratamento em que são utilizadas fontes de radiação de material radioactivo, dentro do corpo humano, directamente ou muito próximas dos volumes que se pretendem irradiar.
Estas técnicas de tratamento podem ser administradas em poucos minutos pela utilização de uma fonte radioactiva de alta energia (Braquiterapia HDR) ou em várias horas pelo implante de materiais de baixa taxa de dose (Braquiterapia de sementes). Qualquer das modalidades necessita de um processo de implante ou localização que em algumas situações pode obrigar à execução de procedimentos mais ou menos invasivos, dependendo da localização do volume que se pretenda irradiar, assim como da técnica de tratamento a ser executada.

<b>Modalidades de Radioterapia</b>

Técnicas de tratamento

A Radioterapia actual tem a possibilidade de ser administrada de diversas formas, de acordo com critérios clínicos, objectivos terapêuticos e equipamentos disponíveis.

 

  • Radioterapia 3D conformal (3DCRT – 3D Conformal Radiotherapy)

Técnica de tratamento convencional que permite a elaboração de planos de tratamento individualizados, utilizando múltiplos feixes estáticos de irradiação (campos de tratamento), cuja projecção de cada um desses campos de tratamento apresenta a forma do volume a irradiar, pela utilização de dispositivos de protecção avançada denominados por colimadores Multi-lâminas (MLC- Multileaf Colimmator).

O objectivo da utilização destes sistemas é a garantia de irradiação dos volumes alvo e a protecção dos tecidos sãos adjacentes: o MLC é um dispositivo que existe nos equipamentos de radiação, composto por vários pares de lâminas, que se movimenta por controlo electrónico, e é habitualmente utilizado para proteger todos os tecidos adjacentes aos volumes de interesse, tornando a forma de cada campo de tratamento irregular e ajustada ao volume a ser irradiado.

 

  • Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT – Intensity Modulated Radiation Therapy)

Caso particular e mais complexo da Radioterapia Conformal, onde a Fluência do feixe de irradiação é modificada (modulada) de forma a alcançar, dentro da mesma incidência de irradiação, variações de intensidade do feixe, permitindo obter uma irradiação mais adequada dos volumes alvo, e uma preservação dos tecidos adjacentes mais acentuada. Esta técnica de tratamento pode ser administrada com a utilização de campos de tratamento estáticos, ou com arcos de tratamento, assumindo nesse caso o nome de IMAT – Intensity Modulated Arc Therapy. Para alcançar esta modulação, o MLC movimenta-se em simultaneo e à medida que a irradiação decorre, quer na situação em que o equipamento se encontra estático, quer na situação em que este roda em torno do doente.

 

  • Radiocirurgia Estereotácica (SRS - Stereotactic radiosurgery)

Técnica de tratamento muito complexa, habitualmente utilizada em lesões intracranianas, onde toda a dose tratamento é administrada numa única sessão. Utiliza para localização do volume alvo, um sistema de coordenadas estereotácico, habitualmente externo ao doente, ou em alternativa a este, sistemas robustos de imagem.

 

  • Radioterapia Esterotácica extracraneana (SBRT - Stereotactic Body Radiation Therapy)

Tratamento similar à Radiocirurgia estereotacica, direcionado para lesões extra cranianas. Utiliza para a localização dos volumes alvo, um sistema de coordenadas, complementado por sistemas de imobilização muito específicos e rigorosos e métodos de aquisição de imagem para planeamento e controlo do tratamento complexos. É habitualmente administrada em fracção única ou num pequeno número de fracções de elevada dose.

Equipa Multidisciplinar

A equipa de um serviço de Radioterapia é constituída por médicos, físicos, técnicos, assistentes operacionais, assistentes administrativos e, eventualmente, enfermeiros.

Protecção e Segurança radiológica

A protecção e segurança radiológica são obrigatórias em Radioterapia.


Os profissionais devem estar devidamente monitorizados com dosimetria individual. É também dever do titular da instalação garantir que a construção do serviço é suficiente para blindar a radiação a níveis estabelecidos, de maneira a não expor o público inadvertidamente.


A protecção radiológica de pacientes é também um factor fundamental, garantida pela aplicação do princípio ALARA (As Low As Reasonably Achievable).

Formação Contínua

A Radioterapia é uma área em constante evolução, pelo que um programa estruturado de formação contínua dos profissionais é essencial.

Mercurius Health © 2014 | Powered by Bluesoft